Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Qual o melhor tipo de Habitat
por MarcoBarbosa Seg Nov 06, 2017 2:27 pm

» Serragem, areia de gato e algodão. Pode colocar os 3 na gaiola?
por schwam Dom Nov 05, 2017 4:56 pm

» Testiculos, doença ?
por panick42 Sex Fev 13, 2015 11:02 am

» Tumor no olho
por TheGabriel Sex Out 10, 2014 5:57 pm

» Hamster Ball
por Mônica Raissa Seg Jun 16, 2014 6:41 pm

» Rodinha Silent Spinner
por Mônica Raissa Seg Jun 16, 2014 5:37 pm

» Urgente!!
por Laisa Degiane Dom Jun 15, 2014 7:41 am

» Bolas gigantes ? Ou Normal?
por Silvinha_ham Qui Jun 12, 2014 7:44 pm

Outubro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    

Calendário Calendário

Parceiros
. .
Estatísticas
Temos 713 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de Enzo Fernandes

Os nossos membros postaram um total de 41210 mensagens em 1101 assuntos

A história do Norris

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ir em baixo

A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Qui Fev 21, 2013 8:57 pm

Gente, estou muito desesperada e em choro total! nao sei se deveria falar aqui mas por favor alguém que aqui esteja que me ajude por amor de deus!

Eu há pouco tempo pedi aqui ajuda sobre o tempo que deveria deixar os bebézinhos hamsters russos com a mãe e foi-me sugerido até aos 25 dias porque ainda mamavam. Eu fiz isso achando que seria o mais correcto , eles têm exactamente 22 dias. Todos os dias eu olho por eles e estou com muita atenção e nada de anormal se passou. Hoje, ao bocado, eu fui ver se estava tudo bem e vejo um bebé todo magoado, cheio de sangue, sem o rabinho, pata ferida, eu não consigo parar de chorar, a mãe não sei que lhe fez!!!! ela está cheia de sangue, por isso deve ter sido ela a magoá-lo daquela maneira e ele está vivo, em agonia, gravemente ferido na barriguinha e rabinho e dois dos outros bebés estão horrizados, parados, com os olhos abertos, a um canto da gaiola. os outros esconderam-se e aquele ali a agonizar, deve estar a sofrer tanto e eu nao sei que fazer!! meu deus, o que raio pode ter acontecido?????? eu fiz tudo da melhor maneira que fui vendo por aqui, deixei mais tempo depois dos 21 dias e agora estou aqui aflita sem saber como ajudar o pequenino que mais valia ter morrido porque está em sofrimento ! que é que eu faço? já separei a mae, oh meu deus, por favor alguem me diga algo!
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Qui Fev 21, 2013 9:49 pm

Aqui onde eu moro não existe veterinário de exóticos , não existe nada onde eu possa levar aquela pobre alma a agonizar sozinha ! a mãe depois de ter sido tão responsável e afectuosa desde o nascimento deles decidiu magoá-lo até à morte ! O meu namorado conseguiu arrancá-la de cima do bebé, se nao ela era capaz de o comer ali vivo!! Estou a escrever isto e a chorar com um sentimento horrivel de impotência, não consigo acalmar-me sabendo que tenho um bebé que eu hoje peguei e dei comida na minha mao e agora está assim. Já pensei o que é que eu fiz de mal, mas não consigo perceber! Eu sou tão responsavel em fazer tudo correctamente, pela saude, felicidade e bem estar máximo dos meus pequenos que nao entendo porque isto aconteceu! nem sequer li em lado nenhum que coisa mais hedionda como esta poderia vir a acontecer porque eu aí ficava atenta e fazia tudo para correr tudo bem ! eu estava tão preocupada por deixar eles juntos por tempo de mais que até vim aqui perguntar e disseram-me que era a melhor coisa a fazer, deixar mais uns dias, então se é, o que é que pode ter acontecido de tão horroroso? Eu já ouvi falar que as maes podem comer os bebés mas pensei que fosse no inicio, quando nascem, com algo de errado mas agora??. Já pensei que poderiam dois pequenos terem-se pegado e um deles sair magoado e ela nao o querer a sofrer e então... Mas por amor de deus, são coisinhas tão pequenas, como é que teriam força para se magoar assim um ao outro ao ponto de a mae achar que o melhor seria ingerir um para a ninhada ser 'mais forte'? Eu estou sempre atenta se há comida disponivel , água ou outras pequenas coisas que dou como ovo ou broculo e havia comida no potinho quando isto aconteceu! A mãe tem sido tão amorosa com eles, ainda ontem esteve a lamber e a limpá-los e que sentido faz ela se ter enfurecido agora ?? é possivel que ela do nada os odeie porque já têm 22 dias e se farte por ja serem grandinhos?.. não consigo entender! podia eu ter pegado num e ela ficar raivosa , mas nao , eu nem estava perto da gaiola nem a fazer-lhes nada .. mas nem mesmo assim isso explicaria ela lhe fazer tão mal ao ponto de o deixar desmembrado !!!!! Podem pensar que isto foi uma gravidez irresponsavel porque eu conhecia mal a mae, mas nao.. sempre foi a hamster mais querida e amada. Isto não pode ser normal, não pode, não pode, não pode..
Eu separei a mae deles, pus cada um numa caixa, e ficou aquele, que nao sei como arrastou-se e ficou coberto pelo ninho onde têm sido felizes todos juntos... que a sua curta vida acabe rápido e que este desespero que viveu injustamente tenha um fim... só me vem à cabeça o olhar gelado e hipnotizado de horror de dois bebés a olhar para aquilo a acontecer, quando eu peguei neles para por na caixa estavam tão quietos que até assustou. olhei para eles agora e estão muito parados no canto da caixa, de olhos abertos, nem sem mexem !!!
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Qui Fev 21, 2013 10:57 pm

Estou acordada há muito tempo com uma dor de cabeça horrivel e não consigo adormecer . Há pouco entrei no carro com a gaiola e dei umas voltas.. Não há nada aqui de urgencias veterinárias e sinto-me profundamente angustiada e com uma dor no peito que nao da para definir. Porque é que eu nunca pensei nisto? estou a viver num lugar onde não ha ajuda para um animal de estimação meu sobre a minha responsabilidade a estas horas.. eu deveria ter pensado, eu deveria ter pensado antes que algo poderia vir a acontecer. sinto-me horrivel e egoista por achar que os animais são como nós, que têm acções minimamente esperadas e controladas porque cuidamos deles e damos todo o amor , mas não.. Não sei se poderiam sequer ajudar um animal tão pequenino e tão magoado, mas se eu soubesse de um sitio aqui, eu faria qualquer coisa. só ha medicina para cães e gatos, e de dia . tarde demais. voltei para casa com a cara lavada em lagrimas. estou a tremer e sinto algo tão estranho em mim que me deixa doente: não consigo ir mexer na palha para ver como ele está, mas sei que vivo ele não está, nada se mexe, naquele estado era impossivel sobreviver. Quando sai de casa desnorteada nem pensei que ele ja poderia nem ter vida ... Quando escrevi antes eu pensei em ir lá e tentar pôr qualquer coisa: uma liga, betadine, sei lá. andei as voltas nervosa. Pensei mesmo em matá-lo para ele nao agonizar de desespero, mas nao consegui fazer nada de nada , nao tinha coragem. So olhei e chorei e chorei e chorei ... E depois pensei: como raio eu poderia ajudar com as minhas maos esse ser tão fragil e pequeno e tão magoado? ainda iria piorar a dor dele . Estou paralizada, começo a tremer quando olho para o ninho e sinto um horror inexplicável de descobrir um corpo morto , desfeito.. Não tive tempo para lhe dar o carinho que ele merecia nem salvar eu consegui e agora sinto um buraco onde devia estar o sentimento que sempre tive pela salomé, a mãe dele. sinto uma repulsa enorme por aquele animal, que é apenas um animal irracional, mas que tinha um significado e uma importancia grande para mim. nao vou ser capaz de lhe pegar nem dar festinhas nunca mais, sinto-o. só de chegar perto da caixa e vê-la ali ainda com sangue como se aparentemente nada se passasse, corroi-me por dentro. nao sei o que de pior poderia ter acontecido se eu tivesse ido dormir mais cedo e nao tivesse notado naquele momento em que a vi a comer o filho. se calhar teria feito o mesmo com os outros, nao sei. nao me julguem mal por sentir isto, é algo que eu nao desejo que aconteça a ninguem por mais normal que alguem possa achar que ver o vosso bichinho preferido fazer isto a outro.

quero pedir desculpa ao forum por ter escrito tanto aqui, se calhar nem no local certo, mas foi o desabafo de alguém que tem o coração a doer e nao sabia onde falar . obrigada pela atenção de quem tiver lido esta trapalhada toda .
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Qui Fev 21, 2013 11:32 pm

De facto houve algo errado neste caso, uma vez que a informação dos 25 dias de idade é totalmente correcta e o erro não veio de certeza daí, duvido que tenha sido algum tipo de briga entre irmãos, uma vez que nesta idade ainda não se magoam dessa maneira.
O que poderá ter ocorrido foi talvez um ferimento grave no bebé que a mãe tenha visto como uma ameaça à vida dele, no entanto, nesta idade não é normal elas terem esse tipo de comportamento, no entanto, já vi ocorrer em alguns casos de fóruns estrangeiros.
A estas horas é de facto muito difícil encontrar um veterinário aberto, acho que só mesmo amanhã...

Deixe-o separado dos outros todos, pois se ele deixar, eles irão comer o próprio irmão, Hamsters comem os cadáveres uns dos outros.

Qual era o histórico desse bebé? Será que poderia ter alguma doença, alguma deficiência que a olho humano não se expressava? Devo dizer que foi de facto um acontecimento muito estranho, infelizmente quando reproduzimos, temos de esperar este tipo de coisas, são coisas terríveis que ocorrem naturalmente.

Mas o meu palpite foi para que talvez tenha ocorrido uma ferida aí pelo meio.
Outra possibilidade é que o bebé a tenha magoado ao tentar mamar e ela talvez o tenha tentado atacar e magoado, este caso já me ocorreu pessoalmente, embora só tivessem 11 dias no meu caso, ela acabou por comer o bebé.



Edição:

Esqueci-me de perguntar, qual material para o ninho eles estavam a usar?
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Sex Fev 22, 2013 12:33 am

Eu tenho controlado cada passo da mãe e dos 5 bebés, dia após dia, ao longo do tempo de vida deles. Todos os dias os vejo, acompanho, dou a comida, espero que descansem, volto e olho, a ver se está tudo bem.
Isto porque a mãe deles é muito activa, muito irrequieta, nem por um momento ela esteve calma: nem durante a gravidez, nem no dia que os teve até ao dia de hoje, ela sempre andou a trepar a gaiola , a baloiçar agarrada às grades do tecto , nem no dia de ter as crias ela parou , andava sempre numa correria nos minutinhos que vinha ca fora para comer, sempre a trepar, a mexer-se , a fazer barulho , a correr , enfim. Quando eu me aproximava para lhe por comida, ela esquecia tudo e desatava numa barulheira infernal a roer grades, a subir , descer, trepar .. Quase que a sentia angustiada por não poder brincar nos tubos e andar na roda . Quando ela teve os bebés tive receio que tanta brincadeira e tanta actividade fizessem dela uma má mãe ou pelo menos mais ausente por só querer aquele movimento todo , parecia-me tão nervosa e tão ansiosa para uma hamster que deveria estar cansada e com vontade de ficar quietinha . O tempo foi passando e ela revelou-se muito atenciosa, protectora, sempre querendo todos juntos, tanto que os 5 primeiros bebés que teve cresceram todos fortes e saudáveis apesar de ela continuar sempre com imensa actividade. Nunca se importou que eu pegasse neles para ver se estavam bem e os voltasse a por.

Há uns dias atrás experimentei por a rodinha de volta , baixinha , para os bebes tambem tentarem brincar e ela ficou histérica, andava a uma velocidade enorme . Como notei que ela ia para a roda quando um pequenino lá estava a tentar dar uns passinhos e ate lhe passava por cima toda desastrada , pus mais uma rodinha: assim ficava uma para a mae e outra para eles . A gaiola é muito grande e ha imenso espaço .

Estive atenta a ver se a rodinha não seria má ideia, não fosse ela esquecer os bebés, mas pareceu-me que não . Ela esteve a cuidar deles sempre . Um dos pequenos conseguiu trepar e ficou preso num restinho de tubo que fica encaixado no alto da gaiola e como aquilo é colorido eu nao notei e quando olhei ela tinha entrado no tubo, ficou a limpa-lo , depois ele mamou (ate achei tao fofo ela fazer isso naquele sitio) e depois tirou-o de lá e ele voltou para dentro do ninho com os outros .

Isto para dizer que apesar de ela ser tão hiperactiva, nunca isso se revelou um problema. Mas como sempre fiquei de pé atrás todos os dias da vida deles eu ia checkar se estava tudo bem . E nos ultimos tempos, como eles estão nesta fase incrivel , eu peguei em todos, um a um, procurei por probleminhas, e estava tudo perfeitamente normal. Até lhes tirei fotos a correr pela mesa, todos contentes ou todos a comer bróculo .

Acho improvavel que fosse um ferimento porque eu estive a ve-los hoje e nada de errado eu notei. mas mesmo que hoje a noite algo tivesse acontecido , uma feridita qualquer , ela ia comer um bebézão com este tamanho VIVO? Porque ele já é bem grandalhão para a mãe . Nem sei como seria possivel eles se magoarem com gravidade , nao há forma de isso acontecer numa gaiola tao grande sem nada que magoe. A menos que fosse na rodinha, mas como? eles estão fartos de la andar e as vezes estao 3 juntos e dão-se lindamente . a menos que ele trepasse e caísse para tras , mas eles estao fartos de fazer isso e é normal , são trapalhoes , nem ligam.

O bebé era igual aos outros , activo e exactamente igual em tamanho aos outros (sao 4 com o pêlo igual e um branquinho) . Nao havia nenhum com crescimento retardado nem com doença .


Ela então teria comido o bebé há mais tempo, ou todos eles porque eles são todos ariscos e querem todos mamar ao mesmo tempo e sao traquinas e trapalhões.. e não vejo lógica para ela ter feito mal a um filho , que ainda por cima estava vivo e a guinchar enquanto ela o desfazia ! Foi um espectáculo de horror porque estavam dois em choque a olhar que nem se mexeram quando peguei , pareciam hipnotizados e ao bocado eu fui ver esses dois e eles continuam exactamente no mesmo canto, a dormir , eu fiz festinha e eles começaram a guinchar , coisa que eu nunca os tinha visto a fazer , guinchar mesmo irritados.


Se um tivesse morrido do nada, uma doença qualquer, sei lá, ai pronto, ele morreu, a mae come. Agora vivo? Nao consigo imaginar o que raio se passou hoje.
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Sex Fev 22, 2013 12:39 am

No inicio eu pus papel higiénico e um bocadinho de algodão roxo mas depois como vi que não fazia nada bem ao 13º dia limpei a gaiola toda e só deixei papel higiénico que ela desfez para fazer o ninho .

Mesmo agora se eventualmente lá estivesse aquele algodão roxo, estaria todo misturado com o papel e sendo ele já um bebé grande, será que o magoaria?

Mas não, do ninho não pode ter sido mesmo.
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Sex Fev 22, 2013 12:45 am

Uma ferida pode ocorrer a qualquer momento, pata presa nas grades por exemplo, principalmente nestas idades, como disse não é normal as mães ainda os tentarem comer com esta idade, no entanto pode ocorrer.

O que quis dizer com a parte do mamar é que por vezes as mães acertam com os dentes nos filhos de forma grave devido ao susto.

Infelizmente há muitas coisas que poderão ter ocorrido mesmo, você usa o quê para o ninho deles?
Será que ela não reconheceu o próprio filho? O que seria bastante estranho....

Quanto aos guinchos, é normal após a separação em espécies Anãs, mas com os guinchos do irmão, é bem provável que se tenham assustado, porque os guinchos são sinal de ameaça, mas isso logo passa, o que importa é que estejam bem.

Lamento imenso pelo pequeno. Sad
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Sex Fev 22, 2013 12:48 am

Desculpe, só li o seu segundo post agora, qualquer tecido que possa ter ficado pode de facto apanhar uma pata, quando você falou numa pata eu fiquei logo de alerta e preocupada, uma vez que os tecidos são um perigo terrível.

Resta-nos agora aceitar o ocorrido e esperar que o pequeno descanse em paz (Segundo entendi ele faleceu?) e claro, desejo-lhe muita força para superar este momento.
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Sex Fev 22, 2013 1:03 am

Muito obrigada Christine pela ajuda e atenção. Sim, faleceu . Eu é que ainda me sinto mesmo muito mal por não ter conseguido fazer nada e saber que ele ficou em agonia, deixa-me mesmo angustiada . Mas no estado em que aquela pobre alma estava , deve ter falecido pouco tempo depois . Eu tenho algum problema em lidar com a morte , especialmente dos bichinhos que tenho , já me faleceu um hamster adulto relativamente jovem e como foi o primeiro a acontecer fiquei mesmo mal .. toquei-lhe e estava gelado, duro.. Agora com este , da forma que o vi a ser tratado pela mae , nao sei que se passou comigo que nao consegui tocar-lhe nem tentei ve-lo porque fiquei apavorada ao ve-lo a ser desfeito e a mae cheia de sangue. Ele está lá, ainda debaixo do ninho . Amanha vou fazer uma caixinha e por o que resta dele (o meu namorado vai ter que fazer isso) e enterrar junto do charlie , o meu primeiro.

Vai ser um processo muito duro olhar para ela e lembrar-me do que aconteceu.. Os outros sei que vão ser felizes de certeza, sozinhos , cheios de espaço, como merecem e espero que sem problemas porque agora nao vao mamar mais, que eu nao os vou juntar à mae .

Os casos que leu parecidos , foram de um possivel ferimento?
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Sex Fev 22, 2013 1:12 am

É mesmo uma pena que tenha acabado assim para ele, pior mesmo é que fico com aquela sensação de culpa, mesmo sabendo que informei de forma correcta. Sad
Foi mal pelo facto de ser a meio da madrugada, onde basicamente não há veterinários abertos, aqui na minha zona só há um hospital 24 horas por dia e é terrível pois demoro uma hora e tal a lá chegar, perdi o meu Charles (cão) por causa disso, porque a viagem foi tão longa que acabou por morrer nos meus braços a caminho. Sad

É perfeitamente normal o seu choque e tristeza, eu ficaria igual, mas tente não se culpar por algo que não foi sua culpa e por algo que infelizmente à hora que foi, não tinha volta a dar nem nada que se pudesse fazer...

Certamente os pequenos ficarão bem, era mau de mais os problemas a que me referi no outro tópico atacarem logo a sua ninhada, não são problemas comuns, não se preocupe com isso agora.

Tirando o caso que ocorreu cá a casa daquilo de mamar, os outros casos foram sim derivados de ferimentos, a mãe tentou comê-los vivos segundo os donos, principalmente num caso que ainda me lembro muito bem mesmo, em que um deles levou coma roda na cabeça com tanta força que praticamente lhe abriu a mesma e começou a sangrar pela boca, imagino o que esse dono também deve ter passado, é por isso que detesto rodas antes do 21º dia, são de evitar mesmo.
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Sex Fev 22, 2013 1:42 am

Há coisas que não podemos controlar, por mais informado e cuidadoso que se tente ser, acho que aprendi isso hoje e doi. Se calhar se eu fosse negligente, como aqueles hamsters todos ao monte, já com meses , nessas pseudo-lojas , nada acontecia. (Quantos eu vi feridos e quis trazer para casa mas nao tinha como ajudar todos , nem onde por todos) . Mas eu perguntei e fiz o melhor que podia, perguntar a quem melhor sabe: e fiz o que me disseste. E se o bebe tivesse morrido por nao mamar? E se ela se tivesse lembrado de comer outro? E se, e se, e se. Perdeu-se uma vida sem culpa mas a morte trouxe alguma paz ao pequeno, assim o espero. Nao consegui controlar tudo. Ninguém teve culpa. Não deixa de ser terrivel na mesma porque já prometi dá-los e vou ficar com a mãe que nem consigo olhar nem estar perto e vou lembrar disto. Nunca achamos que nos acontece a nós mesmos.


Lamento do fundo do coração a perda do Charles. :'((
Em Portugal está tudo longe ou nao existe. Eu moro em gondomar e aqui é o deserto.

Eu tive o cuidado de por as rodinhas baixas para nenhum ficar por baixo, elas estavam a roçar o chão. Mas se calhar, sei lá, poderá ter sido qualquer coisa assim. Mas não sei, já pensei em mil e um acidentes possiveis e parece-me tudo tão estranho e impossivel. Tenho andado tão encantada com eles por estarem tão bem e a tentar dar-lhes o melhor, que é tão mau pensar que eu posso ter feito algo mal.. A natureza às vezes consegue ser cruel ao fazer as mães tratarem assim os filhos, se fosse um ferimento eu ainda tentava remediar, levar de manha ao exoticos, agora assim, pobre pequenino.
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Sex Fev 22, 2013 12:30 pm

Infelizmente já tive casos de ninhadas que correram mal também, embora só tenham sido 3 e não tenha sido elas a comerem, nasceram mortos e uma delas adoeceu e passou aos bebés, sei como é esse sentimento, revolta-me imenso ver que pessoas irresponsáveis e fábricas de animais consigam fazer a reprodução sem qualquer tipo de problemas e até deixar juntos tempo de mais sem nada ocorrer e a nós, pimba, acontece tudo e mais alguma coisa, é muito frustrante mesmo, tenho muito esse pensamento também.

Muito obrigada pelas suas palavras à cerca do Charles, ocorreu há 6 anos atrás, mas a imagem dele a falecer nos meus braços foi horrível. Sad
Lamento também pelo seu primeiro Hamster. Sad
Aqui eu tenho 3 veterinários que atendem exóticos e um monte de veterinários normais, mas nenhum está aberto ao Domingo e Feriados, resumindo, quando um animal fica mal nesses dias, tenho de ir para o tal e é um problema, pois é tanto tempo que alguns acabam por morrer a caminho. Sad
O Charles faleceu no dia de Natal...


O Hamster poderá também ter ido para a roda com a mãe e ter acabado por ser mandado contra o ferro da gaiola ou assim por não a conseguir acompanhar, mas não sei, a mim as outras causas parecem-me mais possíveis, se ele estava mesmo mal ao ponto de falecer, acho que foi melhor assim mesmo. Sad


avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Dom Fev 24, 2013 7:11 pm

Obrigada Christine pelas palavras de apoio e paciência para ler tudo que escrevi numa má altura e por ser a unica pessoa por aqui a ter-se dado ao trabalho de dar uma força . Um abraço sentido
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Dom Fev 24, 2013 7:14 pm

Ps - Gostava de a actualizar sobre esta história Christine, porque postar aqui pelos vistos não vai ter atenção de mais ninguém .. mas não posso mandar mensagem privada porque sou utilizadora ''com poucas mensagens postadas''. ):
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Dom Fev 24, 2013 9:14 pm

Acredito que não teria problema em actualizar aqui, não precisa de agradecer, eu gosto de ajudar mesmo, pois talvez um dia vá precisar de ser ajudada também noutros temas. Smile
Acredito que as pessoas tenham lido, mas talvez não soubessem o que dizer, ou talvez por falta de tempo não possam ter lido tudo.

Espero que os bebés estejam melhores e menos assustados.
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Seg Fev 25, 2013 12:02 am

Não vim aqui mais cedo porque tenho andado com a cabeça só no pequeno e na forma de arranjar maneira de minimizar a dor e dar-lhe carinho. Sim, é verdade, leste bem. Quando eu escrevi tudo isto neste post e olhei horrorizada para a gaiola manchada de sangue na serragem sem qualquer movimento, sem qualquer barulho, achei que seria uma maneira justa de por fim à vida do pequenino que ja tinha sofrido tanto. Não consegui dormir nada, só fechei os olhos e tentei esquecer aquilo tudo. Mas foi em vão. Não sei quanto tempo fiquei assim até me lembrar de, já meia tonta de dores de cabeça e sono, ir até à sala onde estava a gaiola junto da dos outros pequenos e da mae, que estavam em caixas, todos separados. Não sei porquê, fiquei imenso tempo a olhar para o ninho onde ele estaria morto com o coração apertado .. fiquei algum tempo assim até que vi a palha a mexer. Achei que estava maluca, cansada de sono, a pirar da cabeça. Aproximei-me e soprei para o ninho. O que é que eu vejo?! Uma cabecinha de fora, a olhar para mim, mais surpreendido que eu e depois a voltar para dentro do ninho e a tentar cobrir-se, sem conseguir. Fiquei petrificada a olhar para aquela pobre alma que ha tantas horas estava ali e não tinha morrido. Abri a gaiola, tentei puxar com imenso cuidado o ninho para o ver e encontro um bebé cheio de sangue sêco, sem pêlo nenhum do meio das costas até ao rabinho , a arrastar-se a custo, as patinhas de trás sem vida, sem qualquer movimento, estendidas, partidas. Chorei com uma dor no peito que nao consigo descrever. Liguei para o meu namorado que estava na faculdade, eu nao tinha carro para leva-lo ao vet, ele so ia sair à hora do almoço e eu tinha de esperar. Consegui pegar no ninho, com imenso cuidado, e pu-lo numa caixinha pequena para ser mais facil levar . Fiquei imenso tempo a olhar para ele, em estado de choque, admirada como é que era possivel ele se tentar arrastar, apesar do estado lastimavel e doloroso que ele estava. Tentei dar agua e uma semente, mas ele so queria se esconder no ninho. Deixei-o descansar. Como não podia fazer nada, arrastei-me até ao quarto e deitei-me por um bocado porque nao tinha dormido nada e fiquei a espera que ele chegasse para o levarmos ao vet. Devo ter adormecido, ainda num estado de euforia total e incrédula. Quando o meu namorado chegou a casa, contei-lhe histérica o que aconteceu e fui a correr para a caixa para lhe mostrar. Não estava lá nada!!! Ele tinha desaparecido. Fiquei em choque, procurei na caixa, na gaiola, na mesa, no chao, o meu coração a mil, nada! Nao percebi onde raio ele podia ter ido quando para andar ele tinha de se arrastar com as patinhas da frente com dificuldade. A passar pelo quarto ouvi um barulho: procurei em todo lado e depois de algum tempo descobri-o escondido numa parte da coberta que estava a cair da cama para o chao. Ele tinha saido da caixa, caiu da mesa , rastejou pelo corredor, entrou no quarto e estava ali e eu quando sai da cama nao notei em nada. Eu achei que ao po-lo na caixa ele nunca teria forças para nada mas ali estava ele, contra todas as probabilidades e lógica. Ao contar isto agora parece-me impossivel, mas esta historia foi a coisa mais surreal que me aconteceu na vida, de longe. Nao consigo entender como ele sobreviveu nem como foi ate ao meu quarto, nem como nao morrer ao cair. Peguei nele com imenso cuidado e notei que a barriguinha, sem pelo, tinha sido mordida, mas nao o suficiente para ferir internamente. Sai de casa, fomos ao vet, contamos tudo ao médico e ele ficou perplexo a olhar para nos, nao soube explicar o que poderia ter acontecido nem ajudou muito sinceramente, pareceu-me que ficou admirado por eu achar que ele conseguia ajudar um hasmter de 20 e poucos dias. Mas aquele pequeno corpo ferido deve ter sido abençoado por alguma sorte divina e transcendente (e eu que em nada acredito até quase que achei mesmo) porque ele parecia que estava ali pronto para ser tratado e ja com vontade de ficar bom porque em cima da mesa ele conseguia arrastar-se .
O Chuck Noris (como aqui em casa lhe quiseram chamar xd) sofreu muito, mordeu muito e guinchou muito quando se tentou limpar-lhe o corpinho porque está muito pisado e ainda por cima ele caiu da mesa e piorou um bocado. As feridas/cortes de dentadas ainda vao custar a sarar porque foram todas perto do rabinho e do sexo mas o doutor disse que se ele conseguiu ate aqui nao sei como, que se o pequenino continuar assim "bem disposto" sem se mostrar abatido e fraco ele aguenta este processo duro. O medico disse que por ele ser pequeno que tudo vai voltar a crescer com alguma normalidade e hoje eu noto que uma pelugenzinha ja esta a nascer onde foi arrancado o pelo, apesar de ele estar um bocado duro nas costas. As patinhas de trás é que é o mais complicado, esperamos que com o tempo se vejam melhoras, tenho esperança, mas o medico nao deu certezas (pelo menos a direita traseira ele consegue dobrar ainda que com imensa dificuldade). As patas da frente é que são a força e as de traz por enquanto vao ficar a arrastar, ele parece que ja se quer habituar a viver assim e nem liga, fazendo o maior esforço para se mexer e consegue faze-lo de uma forma estranhamente rapida para quem so tem duas patinhas saudaveis. O mais incrivel nisto tudo é que ele apesar de estar assim tem energia que chegue para se mexer , para me morder se eu o quiser ajudar a ajeitar no ninho e tem um grande apetite , tem comido tudo que lhe dou à boquinha. Nestes proximos tempos vai ficar a descansar enroladinho num tecido muito leve que nao fere a pele e que vai absorvendo quando sair um bocadinho de sangue. Acho que deve ser normal, ele está sempre a lamber-se e até agora deve ajudar porque o acalma e a pele dele que está exposta nao parece tão feia e vermelho pisado quanto na quinta feira. Agora está sempre aqui no quarto, para eu poder estar atenta. Quando puder tiro fotos ao meu pequeno grandeee sobrevivente que me faz ficar indescritívelmente feliz e incrédula so de o ver a sair do ninho para comer sozinho.

Há coisas fantástica que nem a natureza parece controlar.
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por SweetBeeMine em Seg Fev 25, 2013 8:53 am

Nossa, que fantástico!
Muito sugestivo esse nome de "Chuck Norris".

É realmente um hamster sobrevivente.

Desculpa perguntar, mas o que houve com o pobrezinho? Não estou acompanhando muito o fórum.
avatar
SweetBeeMine
Doméstico
Doméstico

Masculino Data de inscrição : 26/09/2012
Idade : 22
Localização : Curitiba - PR
Humor : Inspirado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Seg Fev 25, 2013 10:03 am

Realmente foi algo surpreendente, principalmente em como ele conseguiu fugir da caixa e sobreviver a mais uma queda.
Gostei bastante do nome pois acho que fica bem depois desta situação toda.

Espero que ele sobreviva e possa voltar a ter uma vida o mais normal possível, é importante manter sempre a gaiola e o ninho limpo quando há feridas à mistura, só mesmo para não infectar, é só um conselho que provavelmente o veterinário já lhe deu, mas ainda assim acho por bem dizer.

Uma coisa óptima nos Hamsters é que eles curam-se com extrema facilidade e rapidez, feridas não superficiais são sempre complicadas, mas as superficiais curam em poucos dias, então não me admiro em nada que já haja aí alguns pêlos.

Desejo a maior sorte do mundo para ele mesmo e espero fotos ansiosamente.
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por TheGabriel em Seg Fev 25, 2013 5:48 pm

Ele sobreviveu a intenso sofrimento! Shocked
avatar
TheGabriel
Veterano
Veterano

Masculino Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 18
Localização : Bahia
Humor : Normal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Janne Queiroz Rodrigues em Seg Fev 25, 2013 8:10 pm

Wow!! 0_0

Melhoras a este pequenino! <3
avatar
Janne Queiroz Rodrigues
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 33

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Seg Fev 25, 2013 8:50 pm

Resumidamente ele foi atacado pela mãe aos 21 dias de vida, por razões que desconheço . O pêlo foi arrancado no fundo das costas e em toda a barriguinha, há umas dentadas feias no rabinho e em volta e as patinhas traseiras estão partidas.

Actualização de hoje: o/a noris (porque não consigo perceber o sexo, o pobre coitado foi atacado nesta zona de uma forma cruel Crying or Very sad ) está a recuperar a uma velocidade doida. Passaram-se apenas 5 dias e uma pelugem nas costas já cresceu de forma a tapar a pele , apesar de ainda se notarem marcas de dentadas e falta crescer em volume porque perto do rabinho não há densidade de pêlo, assim ele parece muito mais pequeno. Nunca achei que se curasse de uma forma tão rápida e estou muitíssimo orgulhosa do meu pequeno sobrevivente. Na barriga já há pelugem, mas em volta dos cortes onde os dentes foram cravados está ainda cor de rosa, apesar de parecer estar a sarar bem porque não há sinal de qualquer infecção. Tentei tirar fotos à barriguita mas ele não deixa mesmo , fica nervoso e morde-me, por isso nem o quero chatear. Como podem ver nas fotos, ele tem tentado mexer as patinhas (fez um esforço na foto que está na minha mão), mas por enquanto ainda se tem de arrastar muito. Relativamente a manter a casinha limpa, sim, estou a mudar e a limpar tudo várias vezes, e o facto dele ainda ser pequenino só piora porque não faz xixi e cocó só num cantinho, é em todo lado, inclusive na comida. Desde sexta que está numa caixinha organizadora porque na gaiola é mais frio e não o quero a tentar esforçar-se a ir para as grades, nem para roda nem tubos.

Obrigada pela força, ele vai ficar bem, tenho a certeza

(Há fotos que parecem cortadas, têm de ser abertas em grande)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Uploaded with [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por TheGabriel em Ter Fev 26, 2013 6:52 am

Lindo! Ele tá com as pernas paralisadas mesmo... Neutral
avatar
TheGabriel
Veterano
Veterano

Masculino Data de inscrição : 07/06/2012
Idade : 18
Localização : Bahia
Humor : Normal

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Janne Queiroz Rodrigues em Ter Fev 26, 2013 7:24 am

Coisinha pequena e querida!…
avatar
Janne Queiroz Rodrigues
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 13/07/2012
Idade : 33

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Christine_Black em Ter Fev 26, 2013 9:48 am

Ele é muito fofo mesmo, na segunda foto até me deu dó se de imaginar essa coisinha fofa a ser atacada. Sad
Faz bem em manter ele com muito papel, nas fotos já nem se nota os ferimentos, eles são rápidos mesmo, é algo que eu adoro neles.
avatar
Christine_Black
Veterano
Veterano

Feminino Data de inscrição : 19/01/2012
Idade : 26
Localização : Lisboa
Humor : Péssimo! É que nem tentem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por marlene alves em Ter Fev 26, 2013 3:41 pm

Ele ainda é tão pequeno mas a recuperação está a ser fantástica. Christine, eu não sabia que eles curavam tão depressa assim, o pêlo já cobriu as feridas, fico mesmo feliz por a natureza deles ser assim, como se lhe minimizasse a dor por compaixão do que aconteceu.

Pois as patinhas estão paralizadas, não sei como será a recuperação, se é que é sequer possível elas melhorarem e terem mobilidade. Conhecem alguém que tenha vivido uma situação parecida? Um hamster ter ficado magoado nas patas?
avatar
marlene alves
Iniciante
Iniciante

Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 26
Localização : Porto, Portugal
Humor : agridoce

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A história do Norris

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum